Tendências
origine tendance du brunch origine tendance du brunch
origine tendance du brunch origine tendance du brunch

Tudo sobre o brunch

É um habitante da cidade que não consegue dizer que não a um brunch de domingo? 
Continue a ler para saber tudo sobre esta agradável e generosa refeição que está na moda. 
O que é o brunch?

O "Brunch", uma combinação das palavras inglesas "breakfast" (pequeno-almoço) e "lunch" (almoço), é apreciado em todo o mundo. Tornou-se um elemento essencial dos domingos nas capitais pela Europa. É tomado no final da manhã ou início da tarde. É uma refeição única e social, partilhada entre amigos ou familiares, que combina alimentos do pequeno-almoço e do almoço. Há algo para todos os gostos!


Qual a origem do brunch?

Ao contrário do que se pensa, o brunch não é uma invenção recente. A prática começou nos EUA no século XIX. Diz-se que os ovos Benedict, servidos em muffins ingleses com fiambre, foram inventados durante este período na cidade de Nova Iorque. Foi apenas em 1895 que a tradição foi levada para a Grã-Bretanha. Os ingleses adoram o seu brunch, que por vezes se prolonga até ao final da tarde. O brunch apareceu em França durante a década de 80 e tornou-se rapidamente popular entre os habitantes da cidade que gostavam da ideia de dormir até tarde antes de apreciar uma refeição original que era uma agradável alternativa ao seu pequeno-almoço habitual.


O brunch pelo mundo

O brunch é um sucesso no ocidente e no resto do planeta. No Dubai, o brunch é servido à sexta-feira, sendo que é o ponto alto da semana e pode terminar muito tarde. O equivalente chinês do brunch é "Dim Sum", uma refeição cantonesa apreciada num salão de chá, denominado "Cha Lau". Diz-se que a prática foi iniciada quando os exploradores viajavam pela Rota da Seda e paravam várias horas por dia para comer, descansar e tomar chá. Atualmente, Dim Sum ainda está disponível em certos restaurantes chineses.


Brunch: um pouco disto, um pouco daquilo, 100% saboroso

Os principais elementos de um brunch tradicional são bebidas quentes, pastéis, tostas e tartines, bacon e um prato de batata. Outros pratos são por vezes adicionados ao menu, como a arinca nos brunches nórdicos ou carnes frias na Alemanha. O importante é criar uma mistura de doces e salgados que tenha um sabor delicioso, sacie os hóspedes e que seja suficiente para duas refeições.


Por que não experimentar? 
Muitos restaurantes em capitais europeias proporcionam esta refeição, particularmente ao fim de semana. Pode também deixar-se levar pela criatividade e desfrutar do seu próprio brunch no conforto da sua casa.

Os nossos restaurantes associados

Os nossos artigos ligados