Destino
Paris gastronomy Paris gastronomy

O espírito da gastronomia parisiense: revoluções e evoluções na culinária francesa

Com mais de 100 restaurantes estrelados no Michelin, Paris hoje exibe os melhores jantares que o mundo tem a oferecer.
Pratos tradicionais, culinária internacional e agora bistronomia ou culinária molecular; encontre o melhor da culinária francesa em um dos restaurantes dos nossos AccorHotels.

A culinária parisiense nunca foi mais internacional, e ainda assim os clássicos da gastronomia francesa atraem novos devotos

Não poderia haver melhor metáfora para a história e a evolução da culinária francesa do que o lema oficial da cidade de Paris. Fluctuat Nec Mergitur, significando “agitada pelas ondas, nem assim ela afunda”.  O caráter singular da culinária da capital francesa permaneceu à tona em meio a guerras, pestes e revoluções, e hoje Paris exibe a melhor culinária que o mundo tem a oferecer, com mais de 100 restaurantes estrelados no Michelin. Da decadência do Antigo Regime à audácia dos chefs experimentais de hoje criando a nova "bistronomia", jantar em Paris é uma aventura gastronômica em constante mutação celebrando o melhor da liberalidade francesa.

A nata da nata a elite da França

Lar de reis e imperadores, Paris sempre teve uma predileção por alimentos finos apresentados com pompa e circunstância. Luís XIV ofereceu banquetes lendários que elevaram o papel do chef ao de um artista, usando uma paleta de ingredientes para criar preparações opulentas. Chefs geniais criaram os molhos saborosos, cremosos e emblemáticos da culinária francesa e aproveitaram ao máximo as frutas e os vegetais frescos que representam os diversos solos da França: maças, uvas, perdas, vagens, aspargos, alcachofras, cogumelos, ervilhas e trufas. Enquanto os nobres se banqueteavam, os plebeus devoravam pratos saborosos que evoluíram e se tornaram clássicos da culinária, como cassoulet, salsichas boudin e patê de campagne. As agitadas cervejarias de hoje em dia ainda elaboram os seus cardápios em torno de pratos populares tradicionais como galo ao vinho, filé com batatas fritas e chucrute, enquanto seus cardápios de sobremesas apresentam doces – Paris-Brest, mil-folhas e bolo de chocolate – para agradar os mais nobres dos paladares.

Liberdade, igualdade, hospitalidade

Após a Revolução Francesa em 1789, os chefs deixaram de cozinhar para aristocratas em castelos e passaram a atender ao público em vilas e cidades. Fornos de ferro fundido produziam suflês, doces e assados à medida que a moda de jantar fora pegou. A “alta burguesia” endinheirada se reunia em torno de elegantes torres de crustáceos ou doces deliciosos, fígado de ganso aveludado, tenros filés mignons, faisões e linguados. As classes médias, enquanto isso, iam a restaurantes nos arredores de Les Halles, o grande mercado atacadista de alimentos de Paris, para jantar omeletes de cogumelos, sopa de cebola com crosta de queijo e truta meunière, e escargots ao alho – escargots à bourguignonne. Para os trabalhadores famintos, restaurantes simples de caldos como o sempre popular Chartier serviam sopas substanciosas, guisados, frangos assados e bife tártaro.
Scribe Paris
As cozinhas de Paris abrem as portas para o mundo


As mudanças dinâmicas do século XX revitalizaram a culinária parisiense ao abrir a cozinha a influências da África, do Oriente Médio e da Ásia. De fato, a influência das ex-colônias da França na África e no Sudeste Asiático continua a temperar os cardápios de Paris. Cuscuz e bánh mì são fundamentais na alimentação local, enquanto sushi bars ficam lado a lado de padarias finas e quiosques de cuscuz disputando os apetites parisienses. “Bistronomia” é a palavra-chave para uma nova geração proporcionando experiências de jantares gourmet com influência internacional a preços acessíveis. Os chefs continuam a tradição revolucionária experimentando com a culinária molecular, “culinária” crua e reinterpretações heterodoxas de pratos tradicionais. Ao contrário dos chefs treinados por Escoffier de anos passados, as estrelas em ascensão de hoje são frequentemente autodidatas e com inspiração variando entre a alta cozinha e a comida de rua. Você tanto pode encontrá-las em um food truck como em um restaurante formal.

Lembranças do passado

Mas ao mesmo tempo em que os sabores asiáticos e os temperos do Oriente Médio encontram o seu lugar na culinária francesa, mais uma onda está surgindo: um gosto pelas comidas caseiras de antigamente. Um delicioso misto quente, um saboroso crepe de trigo vermelho com uma tigela de cidra da Bretanha, mexilhões e viciantes batatas fritas – esses clássicos nunca perdem o apelo. Mas o único elemento da culinária de Paris que nunca muda é o compromisso com o uso de ingredientes de mais alta qualidade. A incrível profusão de carnes, peixes, frutas, vegetais, queijos e vinhos finos garantem que jantar na Cidade Luz seja sempre um prazer epicuriano.

A AccorHotels apresenta o melhor da culinária francesa

Paris está coberta com quase 200 AccorHotels em todos os níveis de preço. Eles compartilham uma meta em comum: proporcionar aos visitantes uma refeição que celebre a história e o futuro da gastronomia parisiense. 
Uma experiência gourmet o espera no La Table du Baltimore, com culinária oferecendo autênticos aromas de produtos frescos na vanguarda. No Sofitel Paris Arc de Triomphe, o Les Cocottes, servindo criações do famoso chef Christian Constant e, em um ambiente de bistrô elegante. 
Culinária autêntica das diversas regiões da França é o foco do Culinaire Bazaar, no Hotel Pullman Roissy CDG Airport . Venha para uma refeição aconchegante no Novotel Café do Novotel Paris Gare de Lyon – o coração do duradouro caso de amo da capital com a comida. Qualquer que seja a sua escolha dentre os nossos restaurantes, seja almoço ou jantar, nossas equipes estão à sua espera para uma maravilhosa experiência gastronômica.

Nossos restaurantes associados

Nossos artigos ligados