Encontro com…
Olivier Perret, um chef de prato cheio Olivier Perret, um chef de prato cheio

Olivier Perret, um chef de prato cheio

Representante do conjunto de suas experiências na Europa e na América do Norte, a cozinha de Olivier Perret- chef do restaurante Renoir do Sofitel Hotel Montreal - combina a criatividade da América do Norte com o requinte da Europa. Seus pratos são construídos em torno da tradição de Quebec e são consistentemente embelezados com um toque francês.
«Nunca quis ser um chef,» admite Olivier Perret, que é o responsável pelo restaurante Renoir há cinco anos. Vindo de Burgundy, adquiriu seu gosto pela cozinha durante a adolescência ao lado de sua avó. Passou parte de sua juventude em seus mercados agrícolas regionais, «vendendo cogumelos». Foi neste período que desenvolveu sua afinidade por produtos locais e sazonais.

O Chef Perret começou sua formação culinária mais tarde, aos 21 anos. Depois de obter seu  CAP Cuisine, começou no restaurante La Tasse, em Lyonnais, como aprendiz, depois tornou-se cozinheiro no Bouchon. Passados alguns anos em Rhône-Alpes, seu desejo de fugir o levou a Quebec, mais precisamente, Montreal. Lá, trabalhou para vários restaurantes franceses e conheceu aquela que viria a ser sua esposa.

Em 2002, participou da abertura do Sofitel Montreal e juntou-se à equipe do restaurante Renoir. Assumiria o comando uns anos mais tarde. Em 2007, sua carreira evoluiu: foi para os EUA e ocupou o cargo de sous-chef Executivo no Sofitel Chicago Water Tower. Juntou-se ao Sofitel Washington Lafayette Square no ano seguinte. Em 2011, retomou seu cargo como chef do Renoir. 
«Nunca quis ser um chef»
Olivier Perret, um chef de prato cheio
Sua assinatura? Pratos delicados e saborosos preparados com ingredientes locais e sazonais. Há três anos, depois de ficar gravemente doente, Olivier Perret canalizou toda a sua energia para a criação de um «menu saudável» focado em seus clientes: marisco, peixe, vegetais ao vapor, poucos molhos, sem excesso de açúcar ou sal... «Envolvi-me tanto em minha paixão pela cozinha que me esqueci de minha saúde,», disse, «Consultei muitos nutricionistas que me ajudaram a compreender como me alimentar melhor.»

Este ano, o restaurante recebeu o maior festival gastronômico de Montreal e contratou o chef e o sous-chef do Maison Paul Bocuse, um restaurante com 3 estrelas Michelin. Mas a mais recente honra do chef foram os dois Toques atribuídos por Gault e Millau, e uma classificação de 14/20, a melhor nota de todos os restaurantes do hotel em Montreal: «Até superamos Daniel Boulud, o famoso chef de Lyonnais que está em Nova York, tinha de ser!», brinca. «Espero que com esta nota possamos atrair mais turistas.» Por agora, o restaurante recebe uma grande clientela de empresários, mas também estrelas e políticos, o primeiro-ministro canadese veio recentemente experimentar os pratos do chef Perret. 

Humildade, saber ouvir e generosidade são as três qualidades que um grande chef deve ter, segundo um que se sente «como um peixe dentro d'água» na cozinha. «Meu objetivo é continuar desfrutando de meu trabalho,» termina Olivier Perret. «O dia em que deixar de me divertir, faço outra coisa.»

Nossos restaurantes associados

Nossos artigos ligados